top of page

Um respiro para as queijarias gaúchas: AGL pede e MAPA liberará trânsito e comércio interestadual para as pequenas agroindústrias do RS

13/05/2024 - 17:30

Foto: João Alves (Concurso de Queijos Artesanais e Doces de Leite do RS em 2023)


A partir de um levantamento da AGL sobre a situação crítica das pequenas agroindústrias de lácteos do Estado foi possível oficiar e mobilizar os mais diversos atores do setor público e privado para que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento possa autorizar em caráter emergencial, o trânsito e o comércio em todo país de produtos artesanais das agroindústrias familiares com selos de inspeção SIE e SIM do Rio Grande do Sul.


Essa medida permite que esses pequenos laticínios que estão duramente afetados pela catástrofe ambiental, seja com a perda de mercado ou perdas materiais, vão poder agora comercializar para mercados fora do RS dando um fôlego neste momento de crise.  A produção deverá ter toda rastreabilidade, com as origens, quantidades e destinos devidamente informadas ao MAPA.


"Em um gesto enorme de solidariedade frente a situação vivida pelos gaúchos, várias entidades do setor vêm articulando compras coletivas, feiras e outras ações para as queijarias do Rio Grande do Sul. Em uma articulação nacional a COMERQUEIJO  (Associação dos Queijistas do Brasil) e outros atores e instituições estão fomentando o comércio de produtos da agroindústria familiar gaúcha. Esse respiro nas vendas pode significar a sobrevivência desses produtores diante da tragédia que abala todo o Estado."

Danilo Cavalcanti Gomes - Diretor Técnico da AGL


Nos próximos dias sairá uma instrução orientando todos os procedimentos para esse comércio ocorrer de forma legal e devidamente rastreada, também o MAPA acenou para uma força tarefa que ajude essas agroindústrias na adequação ao SISBI ou Selo Arte.





544 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page